Voltar `home page do Museu de História Natural

Apresentação

O Museu de História Natural Professor Luiz Trajano da Silva, cujo nome é justa homenagem ao conceituado e respeitado professor que atuou nesta casa de ensino até sua aposentadoria, constitui parte integrante da Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de Cornélio Procópio. Seu Diretor é o professor João A. Galdino, professor aposentado desta Instituição, na área de Biologia.

O professor Galdino vem coletando os animais desde 1958 e executando o processo de taxidermização com muita dedicação e carinho. Os animais são processados com o cuidado necessário para sua preservação, chegando a detalhes mínimos para que a aparência seja a mais realista possível.

Nosso Museu possui o maior acervo do Brasil em se tratando de peças expositivas, composto por aproximadamente 6.500 peças, compreendendo itens de Arqueologia, Antropologia Indígena, Entomologia e Zoologia. Sua maior riqueza são os animais taxidermizados, peças expositivas de rara beleza que compõe as faunas brasileira, principalmente, e a mundial.

Os animais que chegam para serem taxidermizados são oriundos dos zoológicos brasileiros, com os quais a Faculdade, através do professor Galdino, mantém um convênio de cooperação que apresenta vantagens mútuas: o professor presta serviço de odontoveterinária aos animais mantidos em cativeiros nesses zoológicos e os recebe quando mortos, normalmente por velhice ou doença.

As peças existentes foram taxidermizadas pelo professor Galdino, que aprendeu a técnica da taxidermia no Museu de História Natural do Bosque dos Jequitibás, sob a orientação de Mário Lottufo, em Campinas, na época em que ainda era estudante cursando odontologia na PUC. A taxidermia é a arte de conservar animais mortos com aparência de vivos.

O Museu de História Natural realiza palestras, através do professor Galdino, quando convidado por Departamentos desta Instituição, com o intuito único de levar informações científicas aos nossos acadêmicos, visando a conscientização e o conhecimento sobre o mundo que nos cerca. Além de palestras, o Museu tem participado, ocasionalmente, de exposições na região e em outros Estados - a convite de escolas e entidades diversas - usando o valioso material do qual dispõe, sempre objetivando a conscientização para preservação ambiental. Atua, ainda, no preparo de peças para Educação Ambiental, além de realizar oficinas. "Conscientizar para Preservar" é seu "slogan".

A orientação de acadêmicos no desenvolvimento de trabalhos de biologia também faz parte das contribuições do Museu, que possui uma boa biblioteca nessa área.

Voltar ao início da página  Voltar à home page do Museu de História Natural