Campus de Cornélio Procópio
Cornélio Procópio, 10 de março de 2015
Nota do Comando de Greve dos Docentes
 

O Comando de Greve dos docentes da UEL, UENP e UNESPAR-Apucarana, reunido na tarde desta segunda-feira (09/03) entende que o governo do Estado, até o presente momento, apenas acenou com promessas sobre alguns pontos da pauta de reivindicações dos docentes. O movimento docente está fazendo todos os esforços para que o governo, por meio de seus representantes, se comprometa formalmente com o atendimento das necessidades das Universidades abrindo negociações de fato:

• Retirada de qualquer projeto que altere o Paranaprevidência: deputado Romanelli disse que o governo apresentará propostas aos sindicatos em 13 de março;

• Pagamento imediato do terço constitucional de férias: governo informou que paga no final de março, mas não assinou nenhum documento;

• Revogação do decreto que cria o Grupo de Trabalho sobre Autonomia Universitária: Secretário (SETI) ficou de encaminhar pedido ao governador;

• Imediata retirada da UENP e UNESPAR do

   sistema META 4: Secretário diz que pode negociar o tema no futuro, mas não estabeleceu prazo;

• Imediata nomeação dos docentes e servidores aprovados em concursos públicos: Secretário informa que vai reabrir contratações, mas não encaminhou nenhuma nomeação e nem estabeleceu prazos;

• Repasse imediato dos valores devidos às universidades: até o presente momento as IEES não receberam os recursos prometidos;

• Implementação do incremento do incentivo por titulação já acordado com o governo: Secretário informa que discutirá o tema no futuro, mas não diz quando.

A próxima assembleia da categoria está marcada para quinta-feira, dia 12 de março, às 08:30 horas, no Anfiteatro Cyro Grossi (Pinicão) do CCB (Centro de Ciências Biológicas) da Universidade Estadual de Londrina, e terá como pauta a avaliação do movimento.

Londrina, 9 de março de 2015

Comando de Greve

Fonte: Comando de Greve da UENP

Moção de apoio aprovada pelo Consuni

O Conselho Universitário da Universidade Estadual do Norte do Paraná – CONSUNI/UENP - realizou reunião extraordinária no dia 19 de fevereiro de 2015, que discutiu a seguinte pauta:

1) Informes e Deliberações sobre as medidas do Governo Estadual;

2) Informes do Comando de Greve da UENP.

O Comando de Greve da UENP encaminhou ofício ao Conselho Universitário solicitando:

1) que não tramite proposta de Autonomia Universitária que não seja resultado do amplo debate pelos segmentos que compõem a comunidade universitária;

2) que o Conselho Universitário aprove uma moção de apoio à greve;

3) que a administração da Universidade não faça nenhuma ação de repressão ou retaliação contras as mobilizações.

O Conselho Universitário acatou as solicitações, em sua totalidade,

e registrou a seguinte "Moção de apoio à greve na UENP":

O Conselho Universitário da UENP, reunido extraordinariamente nesta data, tomou conhecimento do movimento de greve dos professores e servidores públicos do Paraná, dos encaminhamentos do SINDIPROL e de nossos docentes para formação do comando de greve na UENP e manifesta, de forma peremptória, posição contrária ao pacote do governo do Estado do Paraná, que afeta sobremaneira os serviços públicos, as Universidades, os docentes, funcionários e alunos da UENP, bem como a forma com que o mesmo foi encaminhado e conduzido na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP). Assim sendo, também manifesta apoio de forma unânime e irrestrita ao movimento grevista, em defesa de uma Universidade Pública, autônoma e democrática.